31 de julho de 2015

"Surpreendente" de Mauricio Gomyde ganha capa!

Olha, essa acabou de sair do forno hein minha gente! Nosso querido parceiro Mauricio Gomyde anunciou ontem a capa do seu mais novo livro, “Surpreendente” , que será lançado agora pela editora Intrínseca. Nem preciso dizer que amei essa capa toda trabalhada no azul e no olho grego não é?
Para quem não conhece o autor, Mauricio é o responsável pelos livros “Mundo de vidro”, “Ainda não te disse nada”, “O Rosto que precedeo sonho”, “A Máquina de contar histórias” e “Dias melhores para sempre”. Vejam só que linda a capa e a sinopse de seu mais novo livro!!!

Sinopse: "Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente. O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o prêmio Cacau de Ouro. O problema: não ter ideia de como fazer isso. Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.  A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos".

"A Febre" vem por ai meu povo

Sabe quando você sente que vem livro bom por ai? Então, este foi o meu sentimento quando vi esse lançamento! A editora Intrínseca divulgou em suas redes a capa de “A Febre”, escrito por Megan Abbott. Para quem não sabe, o livro será adaptado para a TV e a própria autora da história está desenvolvendo a série para o canal MTV, que será produzida por Karen Rosenfelt (responsável pelas adaptações de “A Menina que Roubava Livros” e “O Diabo Veste Prada”). Além disso, Megan também será a responsável pelo roteiro do episódio piloto da série. Ao que tudo indica o livro deve chegar nas livrarias em agosto. Fiquem ai com a capa e a sinopse !!!

Sinopse: "Na Escola Secundária de Dryden, Deenie, Lise e Gabby formam um trio inseparável. Filha do professor de química e irmã de um popular jogador de hóquei da escola, Deenie irradia a vulnerabilidade de uma típica adolescente de 16 anos. Quando Lise sofre uma inexplicável e violenta convulsão no meio de uma aula, ninguém sabe como reagir. Os boatos começam a se espalhar na mesma velocidade que outras meninas passam a ter desmaios, convulsões e tiques nervosos, deixando os médicos intrigados e os pais apavorados. Os ataques seriam efeito colateral de uma vacina contra HPV? Envoltos em teorias e especulações, o pânico rapidamente se alastra pela escola e pela cidade, ameaçando a frágil sensação de segurança daquelas pessoas, que não conseguem compreender a causa da doença terrível e misteriosa."

30 de julho de 2015

Continuação de "Sirena" ganha capa e sinopse!


    Nossa maravilhosa editora Galera Record divulgou em suas redes a capa de “Incubus”, segundo volume da saga “Dangerous Creatures”, ambientada no mesmo universo de Beautiful Creatures, das autoras  Kami Garcia e Margaret Stohl. Ao que tudo indica, a continuação de “Sirena” está prevista para ser lançada em agosto. Vejam a capa e a sinopse!


Sinopse: "Aqui, acompanhamos um dos mais carismáticos personagens da saga, Link, na tentativa de salvar a namorada Sirena Ridley Duchannes. Capturada por Silas Ravenwood, um Incubus das Trevas que a quer como cobaia em experimentos para mesclar poderes de mais de um Conjurador em apenas um corpo, a jovem pode estar prestes a enfrentar um perigo maior: a própria sede de poder. Afinal, se como Sirena ela é quase imbatível, imagine quando se tornar uma Sirena-Ilusionista? Ou Sirena-Cataclista? Desesperado, Link precisa reunir um grupo de amigos improváveis e até um rival para conseguir invadir os laboratórios de Silas e libertar sua amada. Antes que seja tarde demais".

29 de julho de 2015

"Queen of Peace" e "Long Lost" *---*

Segura esse coração que nossa linda Florence veio para destruí-lo! Com aproximadamente dez minutos de duração, o novo clipe de Florence And The Machine foi liberado esta semana em seu canal da Vevo.
O curta une as canções "Queen Of Peace" e "Long & Lost", que continua a série "The Odyssey" apresentada por Florence durante o ciclo de seu álbum atual, "How Big, How Blue, How Beautiful”, que chegou às lojas no primeiro semestre deste ano. Vejam que coisa linda minha gente!!!

"Despertar" de Meg Cabot ganha capa!

 
A nossa querida editora Galera Record divulgou em suas redes sociais ontem a capa de "Despertar", terceiro e último volume da série “Abandono”, escrita pela monstro da Meg Cabot. Ao que tudo indica, o desfecho da trilogia envolvendo a cultura mitológica de Perséfone ao que tudo indica deva chegar às livrarias na segunda quinzena de agosto. Vejam a capa do livro!!!

28 de julho de 2015

Sam está de volta minha gente! *-*

Finalmente, depois de um tempinho se recuperando da cirurgia que fez nas cordas vocais, nosso amado e idolatrado Sam Smith voltou. E não veio sozinho. Como sempre dizem, pra que mexer em time que está ganhando, não é?
Ontem foi lançado o single “Omem”, musica do Disclosure em pareceria com o Sam. Além disso, eles aproveitaram e liberaram o clipe também!!! A colaboração é o segundo single do álbum "Caracal", próximo lançamento do duo de produtores que está previsto para chegar ao mercado internacional em 25 de setembro, e a segunda participação do Sam em uma música da dupla Disclosure, sendo que a primeiro foi “Latch”. No clipe, nosso querido, mais bronzeado e magro que nunca, curte sozinho, no canto, uma baladinha bem animada que termina não tão bem assim.
Vale lembrar que, de acordo com Lúcio Ribeiro, do site Popload, Sam Smith estaria praticamente garantido como principal nome do nicho dance do evento. O cantor voltaria ao país para o festival apenas alguns meses depois de sua participação no Rock In Rio, no próximo mês de setembro, ou seja, segura o coração, que tem Sam Smith vindo por ai! Vejam o clipe!!!

27 de julho de 2015

Resenha - Sejamos Todos Feministas

Cuidado, pode ter alguns Spoilers!!! Mas leia mesmo assim!
Livro: "Sejamos Todos Feministas"
Autor: Chimamanda Ngozi Adichie
Editora: Companhia das Letras
ISBN: 9788535925470
Ano: 2015
Páginas: 64
Skoob: Livro
Estrelas: 5

Sinopse: "Chimamanda Ngozi Adichie ainda se lembra exatamente do dia em que a chamaram de feminista pela primeira vez. Foi durante uma discussão com seu amigo de infância Okoloma. “Não era um elogio. Percebi pelo tom da voz dele; era como se dissesse: ‘Você apoia o terrorismo!’”. Apesar do tom de desaprovação de Okoloma, Adichie abraçou o termo e começou a se intitular uma “feminista feliz e africana que não odeia homens, e que gosta de usar batom e salto alto para si mesma, e não para os
homens”. Sejamos todos feministas é uma adaptação do discurso feito pela autora no TEDx Euston, que conta com mais de 1,5 milhão de visualizações e foi musicado por Beyoncé".


***

"Feminista: uma pessoa que acredita em igualdade social, política e econômica de gêneros”.

Essa semana eu tenho o prazer de trazer uma resenha um pouco diferente para vocês. Semana passada comprei o livro “Sejamos Todos Feministas”, da nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, e confesso ficar feliz por saber que temos vozes como esta para trazer um pouco de sanidade a certos pontos da nossa sociedade.
Chimamanda nasceu em Abba, no estado de Anambra, Nigéria, no dia 15 de setembro de 1977 e é uma escritora nigeriana reconhecida como uma das mais importantes jovens autoras anglófonas, atraindo olhares para nova geração de leitores de literatura africana.
Quando completou dezenove anos, deixou a Nigéria e se mudou para os Estados Unidos. Depois de estudar na Universidade Drexel, na Filadélfia, Chimamanda se transferiu para a Universidade de Connecticut. Fez estudos de escrita criativa na Universidade Johns Hopkins de Baltimore, e mestrado de estudos africanos na Universidade Yale. Seu primeiro romance, Hibisco roxo, foi publicado em 2003. O segundo romance, Meio sol amarelo, foi assim chamado em homenagem à bandeira da Biafra, e trata de antes e durante a guerra de Biafra. Foi publicado pela editora Knopf/Anchor em 2006, e ganhou o Orange Prize para ficção em 2007.
Hoje, trataremos desse pequeno livro chamado Sejamos Todos Feministas. E eu lhe pergunto: Você é um feminista?

"Ensinamos nossas garotas a se diminuir, se tornar menores. Dizemos para as garotas: 'Você pode ter ambição, mas não muito. Você pode querer ser bem sucedida, mas não muito, pois do contrário, você vai amedrontar os homens'".

Esse pequeno livro, de apenas 64 páginas de estatura bem pequena, nada mais é que o discurso – uma versão modificada - feito por Chimamanda no TedxEuston, uma conferência anual com o foco na África. E por que não falar sobre o feminismo?
Adichie mostra um lado um tanto quanto ‘arcaico’ da humanidade, principalmente em sua terra natal, onde o machismo é algo que, infelizmente, ainda predomina. As tradições de que o homem é o provedor, e merece respeito, e posições altas por ser mais forte (fisicamente)... Enquanto a mulher, submissa, tem que respeitar, fazer comida, manter a casa arrumada... Convenções sociais vindas de uma época onde quem comandava era o mais forte, geneticamente falando, o homem. Mas, e hoje? Quem comanda um pais, uma cidade, um estado, é o mais forte ou o mais inteligente?
Chimamanda nos surpreende com cenas cotidianas que para muitos são comuns – em sua terra – mas que para ela não passa de tradições que já passaram da hora de acabar. Como por exemplo, o garçom cumprimentar apenas o homem e não a mulher – mesmo quando ganha gorjeta de uma mulher ele ainda assim agradece ao homem, por achar que o dinheiro veio dele. Ou até mesmo ser barrada em um hotel local, enquanto o porteiro faz mil perguntas e pede para mostrar a chave do quarto, achando que, só por se tratar de um hotel ‘bom’, uma mulher não teria o porquê entrar sozinha, a não ser que seja uma prostituta. Pois apenas os homens têm dinheiro para pagar hotéis como aquele. Um homem não seria incomodado dessa forma.
Esses são os menores. Ainda não falamos de criação, das diferenças entre criar um garoto e uma garota. A virgindade feminina é tratada como algo a se orgulhar, assim como a falta dela é tratada como orgulho para os homens. Mas porquê? Não é necessário que duas pessoas transem? A equação não pede um x e um y? Porque os valores são diferentes? Não somos todos iguais?
É incrível o que um livrinho tão pequeno, tão simples, impregnado de causos engraçados – mas tristes ao mesmo tempo – pode fazer com a sua concepção de mundo.
“Rafael, quem é essa mulher? Não conheço ela!”... Conhece sim, meu querido!  24 de agosto de 2014 foi a data em que a voz de Chimamanda foi ouvida por 8,7 milhões de espectadores, graças a apresentação da cantora Beyoncé na premiação musical Video Music Awards. No palco, uma esteira movimentava uma fila de mulheres enquanto Adichie falava para todo o mundo. A esteira, se referindo a mulher como um mero produto da sociedade, feito em grande escala. Ao fim do verso narrado, Beyoncé aparece sozinha nesta mesma esteira com a palavra “Feminista” estampada no telão. Lembrou-se?
Em 2013, de uma forma totalmente diferente e repentina, Beyoncé lançou da noite para o dia – literalmente – seu 5º álbum, levando seu nome como título, e apresentando um estilo de música mais envolvente, pesado e perfeccionista. Singles como “***Flawless”, “Mine”, “Super Power”, “Partition”, “Grow Womam” e tantos outros terminaram de lapidar aquilo que ela vinha produzindo há anos. O poder feminino presente em cada uma de suas canções. Deste CD monumental e estrondoroso, “***Flawless” ganhou a boca das pessoas. Um hino de igualdade social, política e econômica para os gêneros.
Essa igualdade comentada na letra da música é diferente da figura da mulher acima do homem, ou de um arquétipo onde a menina deva ser conservadora. Igualdade, para o bem e para o mal. Uma mensagem redigida por uma mulher perfeita, cantada agressivamente sobre uma batida um tanto quanto dançante, não precisando se conter no uso de palavrões e gírias e trazendo consigo um texto maravilhoso discursado por um exemplo de força feminina, Chimamanda.
Um livro indispensável para você que diz gostar de ler. Não é questão de gênero textual, ou estilo de escrita. É informação. É veracidade. Se tiverem a oportunidade, leiam. E, só para concluir, se te perguntarem, sim, você é um feminista – lógico, isso se você acreditar na igualdade de gêneros! Se não acreditar, de verdade, não sei porque perdeu tempo lendo essa resenha de um feminista!!! 
26/50

25 de julho de 2015

Novos títulos de Juliana Parrini ganham capa!

A Suma de Letras divulgou em suas redes sociais as capas dos livros “Depois do que aconteceu” e “Antes doque aconteceu”, da escritora Juliana Parrini, que serão lançados respectivamente em agosto e outubro. 
“Depois do que aconteceu” conta a história de Isabel, uma garota que passou o último ano fugindo. Depois do que aconteceu, ela não acredita que conseguirá voltar a ser feliz. O que não esperava era que o destino colocaria Daniel Clark em seu caminho. A atração entre os dois é imediata e irreversível: ao voltar para casa, a carioca Isabel não será capaz de esquecer os encantadores olhos azuis daquele cara que conheceu por acaso em plena Avenida Paulista.
A partir desse dia, a tristeza de Isabel perde espaço para uma paixão que mudará sua vida. Ficar presa ao passado vale mesmo a pena? Ou é preciso seguir em frente e dar uma segunda chance ao amor.

"Paraíso Perdido" ganha capa

 
A editora Verus e o autor Eduardo Spohr divulgaram essa semana a capa – que ainda pode sofrer alterações – do terceiro livro da série “Filhos do Éden”. “Paraíso Perdido” é o último volume da trilogia e ao que tudo indica deve ser lançado em novembro. Basicamente, para quem ainda não conhece a série, a história gira em torno da guerra gerada com o conflito entre os arcanjos Miguel e Gabriel. Apesar de haver um armistício na Terra, a principal batalha ocorre lá, com alguns anjos em missão para impedir que as tropas de Miguel tombem o frágil equilíbrio a favor do Príncipe dos Anjos.
Vejam a capa e a sinopse:

Sinopse: "No principio não havia nada, apenas o caos, então Deus criou o universo, as galáxias e nebulosas, partindo em seguida para o eterno descanso. Os arcanjos tomaram o controle do céu e os sentinelas, um coro inferior de alados, assumiram a província da terra. O arcanjo Lúcifer, porém, invejou os seres humanos e ordenou que Miguel, seu irmão, destruísse cada homem e mulher no planeta, mas os sentinelas se opuseram a eles, sendo perseguidos e mortos até seu líder, Metatron, ser capturado e arrastado à prisão.  Sob o risco de transformar-se num mártir, Metatron foi poupado e esquecido no cárcere por anos, para de lá finalmente escapar, às vésperas do apocalipse. Dos calabouços celestes surgiu o boato que, enlouquecido, ele traçou um plano em silêncio, descobrindo um jeito de retomar o seu santuário perdido, tornando-se o único e soberano deus sobre o mundo.
Antes da batalha do Armagedon, antes que o sétimo dia encontre seu fim, dois antigos aliados, Miguel e Gabriel, atuais adversários, se deparam com uma nova ameaça, uma que já consideravam vencida: a perpétua luta entre o sagrado e profano, entre os arcanjos e os sentinelas, que novamente, e pela última vez, se baterão pelo domínio da terra, agora e para sempre".

24 de julho de 2015

"Queen of Peace" ganha prévia

Como se não bastasse nos fazer ficar loucos pelo seu novo CD, que mais parece uma obra de arte, Florence and The Machine decidiu liberar uma prévia do clipe de seu novo single, "Queen Of Peace" – sim, eu também queria que fosse “Dililah”! :(
O vídeo foi gravado no início deste mês, mas não teve sua data de lançamento revelada oficialmente. "Queen Of Peace" foi composta por Florence Welch em parceria com Markus Dravs e está incluída em seu terceiro álbum de estúdio, o esplendoroso "How Big, How Blue, How Beautiful", lançado em maio. O disco já conta com os singles "Ship To Wreck", “St. Jude” e "What Kind Of Man". Vejam a prévia:


Queen of PeaceComing soon....
Posted by Florence + The Machine on Friday, July 24, 2015

Cool for the summer

Depois de muita divulgação, de muitas PoolParties, e tombos e fotos, finalmente nossa querida e nova ItGirl, Demi Lovato, liberou o aguardado clipe de seu novo single, "Cool For The Summer". A música é carro-chefe do quinto álbum de estúdio da cantora, que ainda não tem um título definido e que ao que tudo indica deva sair ainda este ano.
No vídeo, a deusa aparece exibindo sua niva boa forma e esbanjando toda a sua sensualidade que um dia a Disney tentou controlar. A produção ainda mostra a morena se divertindo em uma festa, dirigindo pela orla e sensualizando em nível máster na cama... Vejam só!

23 de julho de 2015

Minha Caixa de Correio #54 Especial NIVER!


PARABÉNS PARA MIM MEU POVO! Pois é, segurei a mão nessa Caixa de Correio para esperar chegar tudo – e ainda assim não chegou! – e para deixar meu aniversário passar. O resultado? Muitos livros, muitas contas, muitos CDs... Ahh, estou completo! Parece que essa lista de livros para comprar nunca se acaba, mas aos poucos estou comprando os livros.  Comprei muita coisa, tipo, muita mesmo, e ainda assim tem alguns que não chegaram e que vão ficar para a próxima Caixa. De destaque eu posso citar aqui o lindo “One Man Guy”, que nas livrarias você acha por 39,90 reais e eu acabei comprando por 26 na Saraiva Online. Já li, já amei, já entrei e depressão por conta do fim, mas ler livros perfeitos é assim mesmo.
Outra coisa que eu queria falar aqui também é o seguinte, o trabalho de entrega do Submarino está péssimo. Acreditem, os livros estão vindo machucados, demoram anos para entregar, dá até desgosto. Enquanto a Saraiva demorou 2 dias para entregar, o Sub levou 2 semanas, e os livros ainda vieram machucados e tal. Pensem bem antes de comprar lá.
Agora chega de lero lero e vamos ao que interessa!

Clique para ampliar

1 - "Sejamos Todos Feministas" - Chimamanda Ngozi Adichie (Companhia das Letras) - *Comprei por R$ 7,90 e não me arrependi nem um pouco. É um livrinho bem pequeno mas é maravilhoso! Tem resenha em breve para vocês.
2 - "A Traição de Natalie Hargrove" - Lauren Kate (Galera Record) - *Comprei por 16,90 na Saraiva!
3 - "One Man Guy" - Michael Barakiva (LeYa) - *Comprei, li, amei e estou sofrendo por não ter continuação. Melhor livro que li até hoje. Em breve tem resenha.


4 - CD "Vista Pro Mar" - Silva - *Comprei porque esse CD é incrível e eu amo a voz desse cara!
5 - "How Big, How Blue, How Beautiful" - Florence and The Machine - *Comprei, paguei mega caro, mas valeu a pena. CD lindo de morrer, mega produzido, com uma música melhor que a outra.


6 - "Coisas bem legais para ser muito feliz" - Mr. Wonderful (L&PMEditores) - *Comprei.
7 - "Sem Coleira" - Rupert Fawcett (Bicicleta Amarela - Rocco) - *Comprei, levou anos para chegar, mas eu amei. Livro incrível. Em breve tem resenha para vocês.
8 - "O Gigante Enterrado" - Kazuo Ishiguro (Compranhia das Letras) - *Comprei.


9 - CD "In the Lonely Hour" - Sam Smith - *Comrei na promoção, penas R$ 19,90 gente! Amo esse homem!!!
10 - CD "Good Girl Gone Bad: Reloaded" - Rihanna - *Comprei por R$ 16,00 nas Americanas. Porque recordar é viver!


11 - "Sentença de Morte" - Alexander Gordon Smith - (Benvirá) - *Comprei em promoção por R$ 17,00 mas veio com um machuca bem na parte de cima. Mas é isso ai, falta só o Segundo volume agora!
12 - "Beleza Perdida" - Amy Harmon (Galera Record) - *Comprei por, pasmem, R$ 9,90. É um lançamento de Junho e estava esse preço nas americanas, acreditam!
13 - "A Sábia de Waterloo" - Leona Francombe (Galera Record) - *Comprei.


14 - "Se Eu Morrer" - Amy Plum (Farol Editorial) - *Comprei, paguei mega caro, mas valeu a pena. Livro maravilhoso. Estou engolindo as 500 páginas. Faltam só 50 e eu comecei a ler ontem. Amy, escreva mais para nós, escreve?
15 - "1989" - Taylor Swift - *Comprei, porque sim, porque ela é diva e as polaroides são maravilhosas. Antes tarde que nunca né!

Por hoje é só. Ainda tem coisa vindo por ai e eu também quero comprar mais coisas. Então aguardem a próxima edição! ;)

22 de julho de 2015

Novos Posters de "Prova de Fogo"

Foram divulgados hoje os mais novos posters da continuação de “Maze Runner – Correr ou Morrer”. Os quatro novos posters são de “Prova de Fogo”, filme que será lançado no dia 18 de setembro.
Desta vez Thomas e seus companheiros Clareanos vão encarar um de seus maiores desafios até agora: procurar por pistas sobre a misteriosa e poderosa organização conhecida como C.R.U.E.L. Sua jornada os leva até O Deserto, um cenário desolado repleto de obstáculos inimagináveis. Unindo-se com lutadores da resistência, os Clareanos desafiarão as forças superiores da C.R.U.E.L e descobrirão seus terríveis planos para todos eles.




21 de julho de 2015

Novo livro de R. R. Martin ganha capa!

A editora Leya divulgou em suas redes sociais a capa de mais um possível sucesso de R. R. Martin. Pois é, desta vez o autor mais amado no mundo da fantasia atual se aventura em terras vampirescas. Em “Sonho Febril” George reinventa de forma fascinante e original as já famosas histórias de vampiros que conhecemos. Ao que tudo indica o livro deva ser lançado em agosto. Vejam a capa e a sinopse!

Sinopse: "Quando o falido capitão Abner Marsh recebe uma proposta de sociedade do rico e sinistro aristocrata Joshua York, ele até chega a desconfiar que algo está errado. Mas nada que a possibilidade de receber milhares de dólares em ouro e construir o barco dos seus sonhos não o possa fazer mudar de ideia. Assim surge o Fevre Dream, o melhor e mais potente barco de todo o Mississipi. Uma embarcação magnífica que, ao navegar pelo rio, vai deixando pelo caminho uma coleção de histórias sombrias. Movido pela força do vapor, o sonho do capitão pode se transformar no maior pesadelo da humanidade."

20 de julho de 2015

Resenha - Que tipo de homem escreve...

Cuidado, pode ter alguns Spoilers!!! Mas leia mesmo assim!
Livro: "Que tipo de homem escreve uma história de amor?"
Autor: Luciana Pessanha
Editora: Rocco
ISBN: 9788532529695
Ano: 2015
Páginas: 256
Skoob: Livro
Estrelas: 4

Sinopse: "Um jornalista infeliz que perde o emprego e decide se tornar escritor é o protagonista do novo romance da jornalista e roteirista da TV Globo, Luciana Pessanha. Narrado em primeira pessoa, o livro é centrado em Daniel Teixeira, que, aos 34 anos, tenta dar um novo rumo para a sua vida, embora não saiba muito bem como fazer isso. Com uma linguagem simples e direta, que inclui pitadas de humor ácido, a autora mergulha no universo masculino para traçar o perfil de um homem em crise".


***

Essa semana tem mais um nacional aqui para vocês. Vi esse livro no Instagram da editora Rocco e não aguentei. Tive que comprar. Livro bom é o livro que te puxa apenas pela capa. Já começa por aí.
Para quem não conhece, o que acho bem difícil, a autora desse livro se chama Luciana Pessanha, escritora, roteirista e dramaturga bastante conhecida aqui no Brasil. Não adianta dizer que não conhece, pois ela hoje trabalha na produção do programa “Amor&Sexo”, além de já ter trabalhado no seriado “A Grande Família” e na novela “Babilônia”. Já falei que ela colaborou com João Emanuel Carneiro na novela “Avenida Brasil”? Pois é meu povo, essa é das grandes! Pessanha também é Professora de Publicidade na PUC-Rio e em 2012 escreveu para o teatro a peça JT – Um Conto de Fadas Punk, inspirada na vida e obra de JT LeRoy. O texto foi encenado no SESC Consolação, com direção de Paulo José, e elenco formado por Natália Lage, Débora Duboc, Nina Morena, Hossen Minussi e Roberto Souza.

“O amor é a ultimo utopia, Daniel. O capitalismo não deu certo, o comunismo e o socialismo micaram, o amor romântico é a última chance do ser humano não vagar sozinho num mundo que não faz o menor sentido”.

Que Tipo de Homem escreve uma história de amor é o mais novo lançamento da escritora. Na história, Daniel, um jornalista formado que trabalha numa rede de TV razoável, recebendo um salário razoável e vivendo uma vida razoavelmente confortável, decide chutar o pau da barraca – literalmente – depois de ter que anunciar a vitória do São Paulo contra o Atlético Paranaense. Foi nesse momento, no jornal da madrugada, que ele mesmo assinou sua carta de demissão. Ele estourou em TV aberta, visivelmente alterado, com uma expressão de desdém e com uma ausência total de profissionalismo. Era isso que a sua demissão dizia.
Ele queria mais era que todos e tudo explodisse. Decidiu que seguiria o sonho dele, ou seja, escrever um livro. Chega dessa falsidade toda da TV, dessa mentirada toda, ele não seria mais imparcial, ele deixaria a sua marca no mundo. Vendeu sua casa, carro e bens, tudo para ficar o máximo de tempo possível tranquilo, apenas escrevendo. De início ele iria morar em uma pousada qualquer, mas sua amiga de infância, Ana, resolveu emprestar a sua casa para ele.
Ana estava viajando e conhecendo o mundo, sem data nem previsão de volta. Poderia ser amanhã, daqui há um mês ou em anos. Talvez, até, nunca voltasse! Dessa forma, ofereceu o apartamento de paredes rosa e azul para seu amigo. Daniel então estava feito. Agora era só sentar e escrever... O mais fácil, não é? Não.
Já ouviu falar em bloqueio? Pois é. Daniel estava bloqueado. Não sabia sobre o que escrever. Tinha 34 anos, mas sua breve vida não daria uma biografia e ele também não queria isso. Ele queria escrever sobre tudo, mas não tinha nada em mente. Tentando arrumar assunto para a sua história, Daniel decide entrar em um chat de bate papo, lá, depois de marcar um encontro com o Roque Motoqueiro – sob o nome de Isabella33, pois queria ter história para contar – e presenciar a tristeza do rapaz ao esperar por horas a chegada da garota misteriosa, ele decide entrar como ele mesmo e ver o que acontece... É ai que ele conhece Lolla22, uma advogada que nunca conseguiu ter um orgasmo durante o sexo. Mal sabia Daniel que, graças a Lolla22, sua vida se tornaria digna de um livro. Isso sem falar de Ana. Eu contei que Daniel sempre amou Ana?
Bem-vindos ao Que tipo de homem escreve uma história de amor. Uma história que mistura bloqueio, viajem, sexo, gastronomia e um pouco de poesia!

“- Você acha que esta indo encontrar quem? A Carrie Bradshaw?
- Quem?
- A da boceta mágica dos diários? Você tá indo atrás de migalha, Daniel! De palavrinha escrita em caderno! Mi-ga-lha!”.

Comecei a ler esse livro sem nenhuma expectativa. Fui de cabeça e acabei me surpreendendo com o enredo. Nessa correria toda de tentar fazer algo que preste de sua vida, Daniel decide que vai finalmente escrever seu livro. Mas não tem nada em mente. Começa a viver uma vida regrada a cerveja, futebol, sexo com Verônica, que não sai do seu pé, e um amor platônico entre ele e Ana, que sempre liga descrevendo o que está vendo pela janela do lugar onde está.
A relação de Daniel com Verônica é bem estranha. Ela quer ele como marido, quer morar com ele, faz tudo por ele. Louca do jeito que só ela sabe ser. Ele, por sua vez, não está nem aí para ela. Vê ela apenas como uma cozinheira que o alimenta e um corpo gostoso que o satisfaz na cama. Apenas isso.
De certa forma, chega a irritar um pouco essa relação dos dois. Mas o que se percebe é: Ela gosta de ser tratada da forma que é tratada e Daniel gosta de saber que tem um step, para se caso Ana nunca retorne. Ana acaba se transformando em sua musa inspiradora. Não apenas ela, mas seus diários também. Daniel decide deixar a ética de lado e usar os diários de Ana, cheios de poesias e relatos, para fundamentar sua história. É aí que ele se vê mais louco e fascinado por ela ainda.
Gosto bastante desse estilo de escrever, me lembrou muito a forma como a escritora portuguesa Melissa Panarello escreve. De uma forma mais lírica, profunda, com sentimentos e referências enraizados de uma forma linda e profunda. Daniel e Ana conseguem ter as conversas mais interessantes de todas. Ele pergunta algo e ela fala sobre onde está. Ele reforça a pergunta e ela continua a falar qualquer coisa, menos do que ele perguntou.
Do começo até o meio do livro a história é linear, mostrando o ex jornalista e a sua tentativa desgarrada de escrever algo que seja publicável. Do meio para o final, somos surpreendidos com uma Verônica possessiva, um Daniel meio sem rumo e uma Ana ainda mais perdida que nunca. No final, ha’, no final é só correria. Verônica tenta prender ele com a barriga, Ana finalmente pede que ele vá encontrar ela, e ele, coitado, corre para saber o que será da sua vida.
O tipo de literatura que vai fazer você sair um pouco do chão. Para os jornalistas desgarrados, como é o caso do Daniel e até mesmo o meu, é um prato cheio. Por isso me apeguei tanto ao livro, é uma grande oportunidade de ver o quão difícil é sair das raízes do jornalismo. Largar o hard News e tentar o jornalismo literário, que hoje não tem o mesmo poder que antes – por mais que eu ache ao contrário, o mercado literário está muito, muito forte e competitivo.
Essa cisma eterna chamada “Vai dar certo?’. Um livro que deixa um gostinho de “E ai? Só isso?” no final, mais ainda assim é muito, muito bom. Super indico a leitura!
25/50

18 de julho de 2015

"Slade" vem por ai!

A editora Universo dos Livros divulgou essa semana em suas redes sociais a capa de “Slade”, segundo volume da saga “Novas Espécies”, escrita pela autora Laurann Dohner. Basicamente a história gira em torno de uma série de homens que foram testados por uma empresa inescrupulosa, Mercile, sendo que essa na tentativa de conseguir o soldado perfeito manipulou o DNA humano com o animal, criando assim uma nova espécie que possuem o DNA diversos animais junto com o humano, dessa forma eles possuem uma força imensa, mas também um lado animal que ninguém sabe do que é capaz.
Ao que tudo indica o livro deva ser lançado em agosto. Fiquem ai com a capa e a sinopse!

Sinopse: "Durante um de seus turnos no Hospital Mercy, a doutora Trisha Norbit é encarregada de cuidar de um prisioneiro que acabou de ser resgatado dos laboratórios das Indústrias Mercile. Depois de tratado e sob efeito da medicação, 215 acorda repentinamente e tenta seduzir a médica. Apesar do perigo, ambos são envolvidos pelo desejo, mas são interrompidos pela equipe médica que intervém para salvá-la dos braços de Slade, o prisioneiro 215. Ao se reencontrarem – agora, em Homeland –, Slade não a reconhece e, quando descobre que a doutora Norbit é a mesma médica que o salvou na noite em que foi resgatado do laboratório de testes, e com quem ainda sonha frequentemente, Slade fica abalado, pois sabe que ela nunca lhe dará uma chance. A relação entre dois se torna ainda mais intensa quando a vida de Trisha está em perigo e agora, é ele quem deve salvá-la. Enquanto fogem para se salvar, o desejo se faz presente e não pode ser negado, no entanto, as consequências desse envolvimento transformará suas vidas e a vida das Novas Espécies para sempre."

"Um ano inesquecível" ganha capa!!!

Ain gente, eu me apaixonei, de verdade! Estou louco por esse livro agora! Ontem a editora Gutemberg divulgou a capa definitiva da coletânea de contos “Um ano Inesquecível”. Dividida em quatro estações - Primavera, Verão, Outono e Inverno - o livro promete ser a nova sensação nacional! Serão 4 estações. 4 histórias inspiradoras. 4 autoras queridas do público jovem. A obra é assinada por Paula Pimenta, Bruna Vieira, Thalita Rebouças e Babi Dewet, e o lançamento está previsto para agosto. Fiquem ai com a capa e a sinopse!

Sinopse: "Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na adolescência. Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas… E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca deixarão de nos acompanhar. Este é um livro sobre esses momentos doces e sensíveis que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!"